Le texte de la chanson Acrílirico (1969)

(Caetano Veloso, Rogério Duprat)
Olhar colírico
Lirios plásticos do campo e do contracampo
Telástico cinemascope teu sorriso tudo isso
Tudo ido e lido e lindo e vindo do vivido
Na minha adolescidade
Idade de pedra e paz
Teu sorriso quieto no meu canto
Ainda canto o ido tido e dito
O dado o consumido
O consumado
Ato
Do amor morto motor da saudade
Diluído na grandicidade
Idade de pedra ainda
Canto quieto o que conheço
Quero o que não mereço
O começo
Quero canto de vinda
Divindade do duro totem futuro total
Tal qual quero canto
Por enquanto apenas mino o campo ver-ter
Acre e lírico o sorvete
Acrilírico Santo Amaro da Purificação

Versions officielles

Caetano Veloso (Album, 1969)
Position dans le disque: 11
Durée: 3:01