Le texte de la chanson Pipoca Moderna (1975)

(Caetano Veloso, Banda de Pífanos de Caruaru)
E era nada de nem noite de negro
E era ne de nunca mais
E era noite de ne, nunca de nada mais
E era nem de negro não
Porém parece que hágolpes de pê,de pé, de pão
De parecer porquê
E era não de nada nem
Pipoca ali, aqui, pipoca além
Desanoitece e amanhã tudo mudou

Versions officielles

Jóia (Album, 1975)
Position dans le disque: 7
Durée: 3:11