As letras da canção Muito (1978)

(Caetano Veloso)
Eu sempre quis muito
Mesmo que parecesse ser modesto
Juro que eu não presto
Eu sou muito louco, muito
Mas na sua presença
O meu desejo
Perece pequeno
Muito é muito pouco, muito
Broto você é muito, muito (bis)
Eu nunca quis pouco
Falo de quantidade e intensidade
Bomba de hidrogênio
Luxo para todos, todos
Mas eu nunca pensei
Que houvesse tanto
Coração brilhando
No peito do mundo louco
Gata você é muito
Broto você é massa, massa

Versões oficiais

Muito (Álbun, 1978)
Posição no disco: 6
Duração: 3:19